Arquivo do mês: maio 2011

“O Amor de Deus”

Como poderíamos entender?

Receber algo tão valioso de graça?

Sem ter de dar nada em troca?

Do que falamos?

Irmão e irmã,

Estive calado mais uma vez por um bom tempo. Me faltava não só o tempo para partilhar, mas também me faltava um sentido para faze-lo.

Ao ver os últimos endereços acessados neste Notebook, observei que alguém buscou essa página.

Resolvi entrar com meu login, e então, vi um comentário feito por um irmão e amigo, que ainda não conheço. Ele se chama Orlando.

Passei por momentos conturbados, no trabalho, na vida familiar, na vida comunitária, mas apesar de todo esse turbilhão, permaneci em pé. Não por minhas forças, pois as que tenho não seriam suficientes. Deus cuidou de mim, de diversas formas e através de diversos meios.

Ele contou com a ajuda de alguns Filhos que Ele ama tanto quanto eu.

Estou aprendendo a amar um pouco mais a cada dia! E isso é maravilhoso!

Tenho neste momento bem menos para comemorar, do que nos últimos 6 meses. Parece que o Pai está me ensinando novamente a como trabalhar com o nada.

“Quando não temos nada, temos tudo, por que neste momento, só temos à Deus”.

Deus criou o mundo, e o mundo mudou muito desde de então.

Deus criou os seres viventes, e muitas espécies passaram por mutações.

Deus criou o “homem”, e este parece ser cada dia mais diferente do primeiro.

Mais existe algo que não mudou…

…”O Amor de Deus”.

Ele nos ama, não por que somos belos ou feios; santos ou pecadores; crentes ou descrentes; homens ou mulheres; jovens ou velhos.

O Pai nos ama simplesmente por que é a fonte, a prática e dentre de si, o próprio amor.

Nada que façamos hoje, poderá fazer com que este sentimento puro e forte aumente ou diminua. Deus sempre te amou e continuará amando.

Mas enquanto a nós?  

Nós nos amamos? Nós temos correspondido este amor do Pai?

Se Ele ama, é por que possivelmente isso é muito bom!

Eu estou tentando! Você me ajuda?

“Juntos somos Cristo”

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em O amor de Deus